Franquia odontológica é opção segura para investidores

13/06/2019

Ao pensar em investir, vários questionamentos devem ser feitos. Qual segmento atuar? Como montar uma empresa que suporte os baques da economia até se estabelecer como uma marca reconhecida no mercado? Como conquistar clientes, como elaborar estratégias de Marketing que deem retorno, entre tantas outras coisas. Para facilitar, uma opção segura é considerar a abertura de uma franquia odontológica.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), apenas cinco em cada cem franquias abertas fecham até o segundo ano de operação, ou seja, uma mortalidade em torno de 5% em 24 meses. Já o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) aponta que no mesmo período, empresas comuns têm o índice de mortalidade em 23%. Ou seja, 23 em cada 100 empreendimentos encerram suas atividades em dois anos de atividade no Brasil.

O número fica ainda mais expressivo se pensarmos em 10 anos no mercado: a ABF estima, com base nos estudos do Sebrae, que a cada 100 empresas que abrem, pelo menos 75 fecham as portas em uma década. No Franchising, apenas 15 encerram suas operações no mesmo período.

O que eu preciso saber para abrir uma franquia odontológica?

Não é preciso ser um profissional formado em Odontologia para abrir uma clínica. Todo empreendedor que quer investir no segmento pode ir em frente. Mas é necessário saber algumas coisas antes de abrir uma franquia odontológica. Portanto, é indispensável contar com um investimento inicial e com o capital de giro que suportem os meses subsequentes à abertura da franquia odontológica.

As franquias em geral solicitam uma taxa inicial para adquirir o direito de explorar a marca. Então, são realizadas entrevistas e testes. Esses procedimentos visam explicar os procedimentos da cessão de direitos, estudo de viabilidade do negócio na região escolhida.

Além disso, é exigido da empresa franqueada um cadastro na franqueadora. Dessa forma, poderão ser iniciadas as negociações preliminares para a assinatura do contrato. A empresa franqueadora, em geral, oferece amplo suporte ao empreendedor. Para ela, também importa o sucesso do negócio. O franqueado, portanto, poderá contar com auxílio no estudo para a escolha do local, no suporte de marketing e apoio técnico geral.

Setor de Saúde mantém crescimento constante

Segundo o último relatório da Associação Brasileira de Franchising (ABF), divulgado em maio deste ano, um dos segmentos que mais se destacou no primeiro semestre de 2019 foi o de Saúde, Beleza e Bem-Estar, que engloba serviços médicos e odontológicos. No período, o segmento teve um crescimento de 9,2% em relação a 2018, com uma expansão em unidades de 6,7%. O crescimento mais intenso das óticas e dos serviços médicos e odontológicos alavancaram esse desempenho

Benefícios de uma franquia odontológica

Para abrir uma clínica odontológica, é necessário investir na compra de produtos e insumos que serão usados pelos dentistas. Os valores dos produtos podem dificultar a abertura imediata de um consultório. A franquia odontológica traz mais esse benefício: algumas marcas oferecem descontos especiais na compra com fornecedores parceiros, facilitando a implementação rápida do negócio.

Além disso, a franqueadora já terá ao seu favor os seus anos de mercado, sua carteira de clientes consolidada e sua credibilidade diante dos consumidores. Você poderá iniciar sua franquia odontológica contando com todos esses pontos positivos, apressando o retorno do seu investimento inicial.

AGENDE AGORA MESMO A SUA AVALIAÇÃO

Nome
Telefone
Unidade
Tratamento
Data Desejada
Turno Desejado