Como saber se eu tenho cárie? Veja dicas!

06/07/2020

Ninguém gosta de saber que está com cárie, né? Afinal, a condição pode ser bem desconfortável e exige que seja reparada o mais rapidamente possível. A doença está relacionada com a desmineralização do dente, que ocorre quando bactérias produzem ácidos que destroem o esmalte e a dentina. Então, você se pergunta: afinal, como saber se eu tenho cárie? Confira alguns sinais que seu corpo dá:

Como saber se eu tenho cárie: Sintomas

– Dor de dente

– Sensibilidade a alimentos e bebidas doces, quentes ou frias

  • – Dor ao mastigar ou morder

– Manchas e escurecimento dos dentes

Porém, o problema também pode ser assintomático. Por isso, é importante consultar regularmente seu dentista, para que exames de rotina sejam feitos.

Mulher Sorrindo com dentes brancos depois da limpeza dentária (profilaxia)

Engana-se quem acha que a cárie surge sem razão. A lesão ocorre por uma série de motivos, que também envolvem o consumo de alimentos com muito açúcar, falta de higiene bucal e a escovação incorreta dos dentes.

Como dito, a alimentação tem um papel fundamental para evitar a cárie. Por isso, após ingerir alimentos doces e ácidos (como chocolates e refrigerantes) e carboidratos (como massas e pães), escove bem seus dentes.

Descubra quanto tempo após comer você pode escovar os dentes!

A prevenção da cárie também envolve que você preste atenção, com regularidade, nos seus dentes. As manchas podem ser um chamado para uma ida ao dentista. Porém, como a cárie também pode afetar a dentina (que fica na parte interna do dente), é importante realizar exames periódicos para descartar possíveis lesões.

Por que a cárie surge? 

O problema nunca aparece ao acaso. Como você come, como cuida dos dentes e, até mesmo, o excesso de flúor podem ser decisivos na hora da cárie aparecer. A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição dos dentes terem o desgaste.

Embora ela seja mais comum em crianças, adultos também estão sujeitos. São três tipos de cáries que podemos identificar:

Cárie coronária — é o tipo mais comum. Ocorre tanto em criança como em adultos. A cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou entre os dentes.

Cárie radicular — à medida que envelhecemos, a gengiva se retrai, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo as raízes do dente, estas áreas expostas se deterioram facilmente.

Cárie recorrente — a deterioração pode ocorrer em volta das restaurações e coroas existentes. Isto porque estas áreas tendem a acumular placa, que acabam levando à deterioração.

Se não tratadas, todas elas podem destruir o dente e atingir a polpa dentária. Isso resulta em abcessos, uma área de infecção. Uma vez que isso ocorre, ele só pode ser tratado através do tratamento de canal, de uma cirurgia ou da total extração do dente.

Saiba mais sobre o Tratamento de Canal:

Como se prevenir?

Aquele ditado “é melhor prevenir do que remediar”, é certeiro no caso da cárie. Com simples cuidados diários, você já diminui bastante as chances do problema. Por exemplo, você sabia que o recomendado é escovar seus dentes ao menos três vezes ao dia? Usar o fio dental também é indispensável para remover corretamente os resíduos de alimentos. E, não deixe de utilizar escovas com cerdas macias e o enxaguante bucal, certo?

Lembre-se também de visitar o dentista regularmente. Afinal, apenas um profissional pode realizar os exames necessários para detectar esse e demais problemas na sua saúde bucal. Portanto, converse com nossa equipe e saiba como agendar sua avaliação com a gente!

 

AGENDE AGORA MESMO A SUA AVALIAÇÃO

Nome
Telefone
Unidade
Tratamento
Data Desejada
Turno Desejado

Ao clicar em "AGENDAR AVALIAÇÃO" eu concordo com os Termo de uso da política de privacidade da Dental Arte.

Seus dados estão seguros conosco.