Dente com cárie: o que é, como identificar e qual o tratamento?

Comer um docinho de vez em quando é algo que todo mundo gosta, certo? Longe de excluir definitivamente alimentos com açúcar do nosso cardápio, no entanto, é preciso saber dosar a quantidade ingerida e cuidar para que as bactérias não se proliferem. Isso porque dentes com cárie prejudicam nossa saúde bucal e podem, até mesmo, fazer com que os nossos dentes caiam. Assim, quando identificadas, elas precisam ser tratadas urgentemente, a fim de que a funcionalidade do dente seja restaurada.

O que é um dente com cárie?

A cárie é uma deterioração da estrutura dentária que acontece quando as bactérias são livres para se desenvolver em nossa boca. Sem o tratamento adequado, portanto, elas crescem e vão destruindo, pouco a pouco, várias camadas do dente, podendo se espalhar pelo corpo. Segundo o InCor, 45% das doenças cardíacas estão relacionadas a infeções bucais não tratadas.

Isso não significa que as bactérias sejam sempre maléficas. Em resumo, nossa boca está sempre cheia delas, pois é algo saudável. O problema é, dessa forma, quando as bactérias atingem os dentes através da placa bacteriana. A placa pode causar gengivite, tártaro e cáries!

Como identificar um dente com cárie? Quais são os sintomas?

O primeiro sintoma de um dente com cárie é uma manchinha branca na superfície dental. Se o paciente a identificar em tempo, o tratamento com o dentista evita a evolução da doença. Mas, caso contrário, as bactérias começam criar cavidades nos dentes, deixando alguns buraquinhos marrons visíveis, já que a cárie está perfurando o esmalte dental.

O próximo objetivo das cáries é atingir a dentina. Nessa etapa é que o paciente sente sintomas mais fortes, como sensibilidade e dor em decorrência do acúmulo de alimentos nas cavidades mais profundas.

É preciso ter muito cuidado com o dente com cárie, porque, quando a doença alcança a polpa do dente, além de provocar dor, pode provocar uma infecção mais séria no organismo.

Por isso, ao menor sinal de sensibilidade, agende uma avaliação com o dentista.

Dente com cárie: saiba como evitar a doença!

Para evitar a cárie, a higiene oral é a melhor aliada. Com uma boa escovação, utilização de fio dental e enxaguante e visitas frequentes ao Dentista para realizar a limpeza de consultório, é possível evitar as cáries ou tratá-las quando necessário.

Além disso, é essencial manter uma dieta equilibrada e saudável, livre do excesso de açúcar. Opte sempre por frutas e bebidas saudáveis, como sucos, café sem açúcar e água. Aqui vale uma dica: chicletes sem adição de açúcar são bem-vindos, uma vez que a mastigação estimula a produção de saliva. A saliva, consequentemente, ajuda a controlar a proliferação das bactérias. De mesmo modo, beba bastante água para manter a região hidratada.

E, claro, não se esqueça de ir realizar sua limpeza, ao menos, duas vezes por ano. Para agendar uma avaliação, clique aqui.

Qual o tratamento para cárie?

Isso depende do estágio em que se encontra a doença. A restauração se faz necessária quando o dente sofreu alguma fratura, seja por trauma ou cárie. Esse procedimento, portanto, consegue revitalizar a função dos dentes.

Quais os tipos de restauração?

Existem alguns tipos. As principais são as de porcelana e resina. Com cor semelhante ao dos dentes, portanto, elas são as mais indicadas e as que apresentam um custo benefício melhor. Antigamente,  as restaurações de amálgama eram as escolhidas. Elas são baratas, mas esteticamente prejudiciais por terem uma cor escura.

Geralmente, o procedimento dura apenas uma sessão. Quer conhecer os tipos de restauração? Leia mais aqui.

Tratamento de canal

Quando a cárie atinge camadas mais profundas como os tecidos da polpa do dente é preciso fazer o tratamento de canal. Ele é o responsável por eliminar as infecções ou inflamações nos tecidos. Em seguida, remove-se a polpa danificada. Dessa forma, os canais presentes nas raízes são esvaziados, alargados e limpos. A etapa final é a obturação do canal, que é feita com um material próprio para selar o espaço aberto anteriormente.

Saiba mais sobre o procedimento aqui.

5 comidas prejudicais aos dentes

Você não precisa cortar absolutamente todos estes alimentos de sua dieta, mas sempre que possível tente reduzir o consumo e sempre escove bem os dentes depois de ingeri-los.

  1. Chocolate
  2. Jujubas
  3. Pé de moleque
  4. Pipoca caramelada
  5. Churros

AGENDE AGORA MESMO A SUA AVALIAÇÃO

    Nome
    Telefone
    Unidade
    Tratamento
    Data Desejada
    Turno Desejado

    Ao clicar em "AGENDAR AVALIAÇÃO" eu concordo com os Termo de uso da política de privacidade da Dental Arte.

    Seus dados estão seguros conosco.