Existem dois tipos de manchas nos dentes; saiba mais sobre elas

04/12/2018

Não dá para descuidar das manchas que surgem no sorriso ao longo do tempo. Há várias tonalidades determinadas pela genética, mas muitas colorações estão associadas a fatores externos, como hábitos alimentares e de higiene.

Conhecer as manchas que apareceram no sorriso é uma maneira de entender a causa delas e se prevenir, para que não se tornem um incômodo na estética.

Há dois tipos classificados de manchas: as intrínsecas e as extrínsecas. As manchas intrínsecas são profundas, localizadas na parte interna dos dentes, geralmente associadas a uma mudança química na estrutura do tecido que compõe o elemento dental.

As causas mais comuns desse tipo são o envelhecimento e traumatismos dentários. Assim como existem diferentes causas, os tratamentos também são específicos para cada uma.

As manchas intrínsecas, mais profundas, são solucionadas com clareamento dental. Em quadros mais severos, lentes de contato são a melhor opção. Já as manchas extrínsecas são superficiais e estão associadas a pigmentos de alimentos, bebidas, tabaco, sangramento gengival e ação bacteriana. Essas podem ser removidas com uma limpeza profissional, procedimento em que o dentista raspa e pole a superfície dos dentes, devolvendo-lhe o brilho.

Fique ligado na prevenção das manchas

Os cuidados com a higiene bucal são a maneira mais básica de evitar as manchas extrínsecas, principalmente quando a limpeza é realizada logo após o consumo de alimentos e bebidas com pigmentos, como vinho e café. Além disso, as limpezas profissionais são fundamentais.