Problemas corrigidos com tratamento ortodôntico – Aparelho Dentário

Problemas corrigidos com o Aparelho Dentário

Sobremordida – É um problema caracterizado pela sobreposição dos dentes superiores em relação aos inferiores. A maioria das pessoas possui, pelo menos um pouco, de sobremordida. Um dos principais danos que essa disfunção pode causar é o desgaste dos dentes.

Prognatismo – Se caracteriza pelos dentes inferiores ficarem posicionados à frente dos superiores no momento da mordida.

Uma das causas dessa disfunção é o desenvolvimento do maxilar inferior ter se desenvolvido muito à frente. Esse problema pode prejudicar a fala e a mastigação e, também, causar desgaste nos dentes.

Mordida cruzada – Ocorre quando apenas alguns dos dentes superiores se encaixam em uma posição atrás dos dentes inferiores, sem seguir o padrão considerado normal.

Essa disfunção pode causar desgaste e, até mesmo, quebra dos dentes ou perda óssea. Pode, ainda, levar a problemas dolorosos na gengiva.

Diastema – É caracterizado pela presença de um espaço extra entre dois ou mais dentes. Isso pode causar “depósitos” entre os dentes e a gengiva, onde se alojam restos de comida, causando inflamações e cáries.

Mordida aberta – Ocorre quando os dentes superiores não encostam com os inferiores no ato da mordida, o que dificulta a mastigação.

Dentes apinhados – Se caracteriza pela falta de espaço na mordida, impossibilitando que os dentes se encaixem naturalmente. Assim, eles se agrupam, sobrepõem e torcem, sendo empurrados para frente ou para trás.

Quem tem esse problema, pode encontrar dificuldade em fazer a higiene adequada dos dentes, o que torna mais fácil o aparecimento de placas bacterianas e tártaro.

A idade certa para iniciar o tratamento com Aparelho Dentário

A necessidade de usar aparelho ortodôntico pode aparecer em qualquer idade. A maioria dos casos é tratada já na infância, quando as movimentações apresentam menor complexidade. No entanto, se houver necessidade, a intervenção deve acontecer independente da idade.

O importante é que os dentes estejam saudáveis e com qualidade periodontal. Nesse contexto está incluso verificar se há perda óssea, inflamações gengivais, cáries e mobilidade dentária.