Tudo o que você precisa saber sobre próteses dentárias

08/12/2018

Reunimos tudo o que você precisa saber sobre próteses dentárias em apenas um post!

Tipos de próteses dentárias

A prótese pode ser total, caracterizada pela reposição de toda a arcada dentária, ou parcial, quando um único ou poucos elementos são substituídos.

Elas também podem ser móveis ou fixas. O tipo escolhido para cada paciente vai variar de acordo com o planejamento do profissional especialista, baseado no histórico clínico e médico do paciente. Entenda:

Prótese total (dentadura)

São utilizadas quando o paciente não tem mais nenhum dente na boca e precisa os repor integralmente. No geral, o material utilizado é o acrílico.

Os principais diferenciais dessa prótese são as cores do céu da boca, que pode ser rosa ou incolor, e das gengivas, que ficam na mesma coloração da gengiva do paciente. Há, ainda, a possibilidade de optar por dentes nacionais ou importados.

Prótese fixa (PF)

Esse tratamento prepara os dentes destruídos por cáries ou grandes restaurações, fazendo deles pilares para uma ponte fixa. O material é cimentado nesses dentes, devolvendo ao paciente a sensação de possuir dentes verdadeiros.

Prótese Removível (PPR)

São utilizadas quando o paciente tem dentes faltando, devido a extrações, e deseja preencher esses espaços. O material utilizado é uma armação metálica para sustentação e uma parte em acrílico para os dentes e gengiva. Também podem ser utilizados dentes importados ou nacionais.

É preciso trocar a prótese? Quando?

A troca da prótese dentária de tempos em tempos é um dos cuidados mais importantes que o paciente deve ter. Após dois anos de uso, aproximadamente, a prótese – de qualquer tipo – deve ser trocada. Na mesma ocasião, o dentista deve fazer uma avaliação dos suportes.

Se esse tempo de troca não for respeitado, o quadro de saúde bucal do paciente pode começar a apresentar problemas, como frouxidão e dificuldade na mastigação. 

Atenção redobrada na hora da higiene bucal

Quem tem prótese ou implante precisa ter uma higiene eficaz, alimentação correta e visitas regulares ao dentista. A rotina de escovação – no mínimo três vezes ao dia – é um dos cuidados mais importantes para conservação da prótese e para a saúde bucal, em geral.

As próteses removíveis, inclusive, precisam ser escovadas na mão. O processo é necessário para remover restos de comida. O fio dental tem a mesma finalidade.

ATENÇÃO: Não durma com a prótese. O motivo dessa orientação é que, durante o sono, o organismo diminui a produção de saliva. A falta do fluido pode resultar em muitas bactérias, que causam infecções fúngicas, como candidíase bucal.

Tenha cuidado com a sua prótese

– Não deixe a prótese cair;

– À noite, guarde-a em um local seguro, com água ou solução própria para próteses, evitando o ressecamento da peça;

– Não mastigue alimentos duros, crocantes, com corantes ou muito ácidos;

– Evite cremes dentais muito abrasivos;

– Use protetor bucal durante a prática de atividades físicas;

Quem não pode usar prótese?

– Pacientes que não possuem rebordo alveolar, pois a falta dessa estrutura impossibilita a adaptação adequada.

– Pacientes que apresentem problemas fúngicos, periodontais e virais;

Mitos e verdades sobre a prótese dentária

Mito – A prótese dentária vai parecer artificial. A prótese é totalmente personalizada, podendo escolher a cor das gengivas e dentes feitos em materiais super estéticos.

Verdade – O paciente com prótese deve continuar as visitas ao dentista. A cada seis meses, a prótese deve ser avaliada e ajustada.

Mito – Não preciso mais me preocupar com a higiene bucal. É necessário manter a escovação e o uso do fio dental. No caso das próteses removíveis, as peças também devem ser escovadas fora da boca.

AGENDE AGORA MESMO A SUA AVALIAÇÃO

Nome
Telefone
Unidade
Tratamento
Data Desejada
Turno Desejado